fbpx

Contaminou e Agora?

Contaminou e Agora?

Essa pergunta é uma das mais frequentes na sala de cultura, podendo ser desde um aluno de iniciação científica até pós-docs ou pesquisadores.

Nós encontramos vários tipos de contaminações em cultura celular:

  • – Contaminações cruzadas (contaminações com vários tipos celulares),
  • – Contaminação química 
  • – Contaminação Biológica (bactérias (micoplasma), vírus, leveduras e fungos.

As contaminações por microrganismos são comuns na cultura, pois todo o ambiente é propício à proliferação.

Ex: banho-maria, incubadoras entre outros equipamentos que são quentes e úmidos o que favorece e muito a proliferação e contaminação.

 

Portanto todo cuidado é pouco!

 

Veja abaixo uma contaminação bacteriana de fácil detecção no microscópio. 

 

Devemos levar em consideração que quando temos contaminação além de perder muito dinheiro, perdemos nosso tempo de trabalho, e às vezes atrasamos entrega dos resultados, relatórios entre outros.

 

Além disso, contaminações não detectadas ou ignoradas alteram os resultados, e temos perda da reprodutibilidade e confiança nos dados.

 

A limpeza do ambiente deve ser adequada, por ex:

  • – trocar a água do banho-maria (1-2 vezes por semana – após 48 horas começa proliferar bactérias na água).
  • – a água dentro das Incubadoras de CO2 também deve ser trocada com regularidade ou adicione antibiótico específico se achar necessário.
  •  

Outro ponto importante é a limpeza e descontaminação do fluxo laminar com bastante álcool antes e após o uso.

Precisamos ter em mente que a utilização do etanol 70% não é 100% efetivo. Pois, ele não é efetivo com esporos, micoplasma e não inativa todos os vírus.

 

Já vi muitas pessoas trabalhando confortavelmente com um sistema de vácuo só porque limpou com álcool 70%.

 

 

 

 

Antibióticos não são metralhadoras…

…que matam todos os fungos e bactérias, eles podem mascarar as contaminações ou as bactérias podem se tornar resistentes a eles.

Quando encontramos uma contaminação seja por bactéria, fungo, levedura nossa única opção é descartar.

Não adianta dar banho de antibiótico ou trocar o meio de cultura, você não eliminará a contaminação.

 

Descarte de células contaminadas:

Retire as células contaminadas da área de trabalho e adicione uma solução de hipoclorito de sódio a 1% por 30 min.

 

A prevenção é a melhor escolha!

 

Saiba mais sobre esse assunto e outras técnicas importantes para as Boas Práticas Laboratoriais.

Acesse os cursos do NAC:

1 – Técnicas em Cultura Celular 

2 – Técnicas Laboratoriais

25/07/2019

0 respostas em "Contaminou e Agora?"

Deixe sua mensagem

Núcleo de Aprimoramento Científico Av. Paulista , 171 - Bela Vista - São Paulo - SP
X